quarta-feira, 30 de abril de 2014

Quadrilha arromba loja da Rede Unilar de Santa Cruz e é presa na Operação Divisa Segura em Jaçanã


            
                        Emerson Marques                          Anderson Alves

            
                       Wallace de Oliveira                             I. M. S. (Menor)

Uma quadrilha especializada em arrombamentos foi presa na madrugada de hoje, 30, por volta das 02h30, após uma ação criminosa em um estabelecimento localizado na área central de Santa Cruz.

Os suspeitos foram detidos pela Polícia Militar entre as cidades de Jaçanã RN e Nova Floresta PB na Operação Divisa Segura. No início da madrugada os suspeitos Wallace de Oliveira Araújo, 25 anos, natural de São Paulo, Anderson Alves Carvalho, 23 anos, Natural de Campina Grande, Emerson Marques da Silva, 18 anos, Natural de Campina Grande, todos residentes em Campina Grande PB, ambos haviam arrombado uma loja da rede Unilar em Santa Cruz, e com a participação de um menor das iniciais I. M. S. de 15 anos residente em Santa Cruz e enteado do vigia da Unilar, de onde furtaram 08 televisores de LCD, 10 Câmeras fotográficas, 92 celulares além de outros produtos eletrônicos avaliados inicialmente em mais de 50 mil reais.

Após o arrombamento, os ladrões fugiram com a mercadoria furtada em um veículo tipo Corsa Sedan Preto de placas NOG 2964 de Campina Grande que foi abordado no município de Jaçanã, já próximo a divisa do estado da Paraíba pelos PMs, Tenente Diego, Cabo Izidro, Sds. Aucides e Araújo com apoio do GTO de Santa Cruz sob o comando do Sgt. Emanoel.

Os detidos e todos os equipamentos já recuperados encontram-se na 9ª DRP de Santa Cruz.

   Objetos Recuperados
 Objetos Recuperados
Fonte: Policia Militar de Santa Cruz

quinta-feira, 24 de abril de 2014

General confirma convocação de concursados da PM e Civil

Na Assembleia Legislativa, o general da reserva do Exército, Eliéser Girão Monteiro, falou aos deputados e apresentou números que comprovam que a violência aumentou no Estado. São pouco mais de 30 dias no cargo de secretário de segurança e vários problemas a serem resolvidos.

De acordo com os dados apresentados na sessão de ontem, a taxa de homicídios aumentou 76% quando comparados os números do primeiro trimestre dos anos de 2012 e 2014. Há dois anos, a polícia registrou 80 assassinatos no Estado. Esse ano, esse número saltou para 141 entre os meses de janeiro e março. O número de roubos a comércios também aumentou. A taxa de crescimento foi de 39%. Foram 276 roubos nos primeiros três meses de 2012 e, até março passado, 357 crimes do mesmo tipo já foram cometidos. Confirma alguns tópicos abordados pelo titular da Sesed:

Convocação de policiais
O secretário afirmou que quer convocar os 824 policiais militares aprovados no último concurso da instituição, no entanto, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) será consultado quanto à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Com relação à convocação de policiais civis, afirmou que o Estado vai convocar 8 delegados, 13 escrivães e 31 agentes. A respeito da decisão do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) que obriga o Estado a convocar todos os aprovados no último concurso, o secretário disse que não sabe se o Estado irá recorrer da decisão. “Mas eu vou ser consultado e minha indicação é de que não devemos recorrer”, pontuou.

Lei de promoção de praças gera impacto de R$ 20 milhões

Se aprovada, a Lei de Promoção de Praças da Polícia Militar e Bombeiros do Rio Grande do Norte vai gerar um impacto de R$ 20 milhões na folha de pagamento do Estado ao longo de três anos. O projeto – um dos principais pontos de reivindicação da categoria que cruzou os braços por 12 horas na última terça-feira – está na Controladoria Geral do Estado (Control) e deve ser enviado à Assembleia Legislativa (AL) até a próxima quarta-feira, dia 30. Nos últimos quatro anos, o salário de soldados de ambas instituições foi reajustado em 25%. Além da lei de promoção, a categoria quer reajuste de 56,7%.

Comissão das Associações de Praças pedem apoio aos deputados para acelerar Lei das Promoções
Ontem, representantes das associações dos soldados, cabos e suboficiais da Polícia Militar e Bombeiros estiveram na AL para questionar aos parlamentares sobre o andamento da lei tão logo a minuta chegue à sede do Legislativo. O encontro com os deputados ocorreu minutos antes do titular da secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), Eliéser Girão, prestar esclarecimentos sobre a pasta no Plenário da Casa.

Gerente de Correios morre e PM é baleado durante assalto na cidade de Patu...


                

Na manhã de hoje 24 de abril vários elementos em um veiculo tipo captiva chegaram na agencia dos correios da cidade de Patu e anunciaram um assalto.

Segundo informações dão conta de que o assalto foi frustrado, onde o gerente e um PM foram baleados.

Policiais de Assu, e várias outras cidades da região estão em diligencias na tentativa de localizar o bando.

O gerente dos Correios, ARNI PRAXEDES, sofreu vários disparos de arma de fogo, foi socorrido para o Hospital Municipal da cidade de onde foi encaminhado às pressas para Mossoró mas faleceu, o policial Sd O.Filho que estava com colete a prova de balas também foi atingido, socorrido mas passa bem. 

Fonte: Asspra

Em Tangará, bandidos invadem pedreira em busca de explosivos


A onda crescente de violência em Tangará não para de crescer, por volta das 23 horas desta terça feira (22) homens armados levaram pânico e terror a uma pedreira situada no Sítio Poço Cercado, zona rural do município.

Segundo informações colhidas pelo Blog do Robson Freitas criminosos derrubando as portas de uma casa que serve de alojamento para os trabalhadores, onde 4 pessoas estavam no local , os mesmos foram amarrados e começou a seção de espancamentos .

As vitimas informaram que o objetivo da quadrilha era roubar dinamites para seus atos de vandalismos e assaltos , como por exemplo explosão de caixas eletrônicos. 

Após espancar os trabalhadores e não encontrar o que procuravam os criminosos levaram consigo uma moto modelo Honda 150 FAN Preta de placa (OKB - 3751 Ceará-Mirim/RN), de propriedade de um trabalhador , documentos deles e da moto, assim como roupas entre outras coisas de menor valor.

As vitimas foram deixadas amarradas e separadas em cômodos diferentes da casa, depois um dos trabalhadores conseguiu se soltar e assim libertar os demais colegas saindo em busca de ajuda na casa do morador da região.

Ao serem questionados se iriam continuar trabalhando na pedreira , os trabalhadores afirmaram que sim ; "não temos outro meio de sobrevivência , esperamos que isso não aconteça mais, pois eles nunca trabalharam com dinamites"

Fonte: Coronel Ezequiel Notíciais

Sesed tenta liberar R$ 40 milhões

Após oito meses de adesão ao programa “Brasil Mais Seguro”, o Rio Grande do Norte ainda não recebeu nenhum centavo do montante de R$ 40 milhões destinado à implantação de treze projetos ligados ao programa do Governo Federal. Os recursos não foram liberados porque o Estado não atingiu algumas das metas estabelecidas pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Apesar da letargia, o titular da secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), Eliéser Girão Monteiro Filho, garantiu que o programa será efetivado. “Conseguimos colocar o programa nos trilhos e vamos receber os recursos”, disse ele.
General Eliéser Monteiro durante sabatina na Assembleia

A promessa do secretário foi feita ontem, durante sessão na Assembleia Legislativa (AL). Por mais de três horas, o titular da Sesed foi sabatinado pelos deputados estaduais. Nove deles questionaram o secretário sobre diversos assuntos ligados à área de segurança pública. As metas do “Brasil Mais Seguro” e preparativos de segurança para a Copa do Mundo foram assuntos recorrentes.


O secretário afastou o risco do RN perder benefícios através do “Brasil Mais Seguro”. O acordo para implantação do programa foi assinado em agosto passado, no entanto, até o momento, o Executivo não garantiu a implantação dos projetos. As melhorias no âmbito da segurança pública esbarram na falta de efetivo e organização.

Apesar disso, general Monteiro afirmou aos deputados que, na semana passada, a Senasp fez mais uma avaliação do programa no Estado. “Recebi, textualmente, uma confirmação da Senasp de que estamos no caminho certo. É verdade que nem tudo do que foi planejado conseguimos viabilizar nesse curto tempo, mas vamos conseguir implantar o programa”, contou.

Para receber os recursos, algumas metas foram estabelecidas, como a criação da Divisão de Homicídios e reaparelhamento do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep). Passado oito meses da assinatura de adesão, a Sesed tem problemas para cumprir as metas. Além da Senasp, que acompanha as ações com reuniões periódicas, o Ministério Público Estadual instarou inquérito para monitorar a execução do programa.

Projetos previstos
- Programa Comunidade em Paz (unidades pacificadoras);
- Patrulhamento Inteligente (PI);
- Interiorização da análise criminal;
- Expansão das Unidades de Inteligência;
- Divisão de Homicídios;
- Fortalecimento da Divisão de Narcóticos (Denarc);
- Investimento nos setores de inteligência e planejamento estratégico integrado da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública e sistema Penitenciário

Fonte: Tribuna do Norte

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Governo do RN faz proposta PMs acatam e decidem encerrar a paralisação


  Policiais da quarta CIPM/Santa cruz
Os policiais militares decidiram suspender a paralisação iniciada na manhã desta terça-feira (22). Em assembleia realizada no acampamento montado em frente a sede da Governadoria, no Centro Administrativo, representantes da Associação dos Cabos e Soldados apresentaram a proposta do Governo do Estado e a categoria votou pelo fim da paralisação. Os trabalhos serão retomados no turno que será iniciado às 19h.


Policiais Militares da Cia de Santa Cruz também aderiram a paralisação.
O procurador-geral do Estado do Rio Grande do Norte, Miguel Josino, apresentou, no início da tarde desta terça-feira (22), proposta do Executivo para tentar acabar com a greve dos policiais militares e bombeiros, deflagrada na manhã de hoje.

O governo garantiu que até o dia 1º de maio enviará para Assembleia Legislativa o projeto de lei para promoção dos praças da Polícia Militar. Além disso, o Executivo também garantiu que dará encaminhamento aos outros pontos da reivindicação, como o aumento de 56,7% do subsídio.

Os representantes da Associação dos Cabos e Soldados está apresentando, nesta tarde, a proposta para a categoria, que se encontra acampada no Centro Administrativo, onde está localizado o gabinete da governadora Rosalba Ciarlini (DEM).

Fonte: Blog Sd Glaucia

terça-feira, 22 de abril de 2014

Dezesseis batalhões aderiram à paralisação da PM, diz associação

A mobilização dos policiais militares do Rio Grande do Norte em frente à Governadoria reuniu aproximadamente duas mil pessoas até as 10h desta terça-feira (22). De acordo com a Associação dos Cabos e Soldados, doze batalhões no Estado já aderiram à paralisação.

Policiais Militares permanecem reunidos em frente à Governadoria

Ainda segundo a ACS, entre os batalhões que estão com as atividades suspensas há unidades em Natal, Mossoró, Pau dos Ferros, Extremoz e Macaíba. O grupo aguarda a definição de proposta por parte do Governo do Estado para, em assembleia, decidirem se a paralisação será suspensa. A informação foi desmentida pelo comandante da Polícia Militar, coronel Francisco Canindé de Araújo Silva. No entanto, não houve a confirmação oficial por parte do comandante sobre quantos batalhões estariam com as atividades suspensas.

Já no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), a informação é que os serviços estão transcorrendo normalmente. De acordo com major Macedo, que comanda a unidade, não há paralisação no setor e o atendimento à população está ocorrendo conforme as possibilidades de efetivo da PM.

O secretário de Segurança do Estado, Eliézer Girão, o procurador geral do Estado, Miguel Josino, e o procurador geral de Justiça, Rinaldo Reis, estão reunidos para discutir sobre a paralisação e, em seguida, o Governo do Estado apresentar a proposta aos PMs.

Fonte: Tribuna do Norte

Paralisação de PMs e bombeiros tem adesão de 90%, diz associação

Categoria pede melhorias nas condições de trabalho no RN.

Secretaria de Segurança não soube informar sobre adesão de servidores.

PMs e bombeiros seguem ocupando Centro Administrativo do RN (Foto: Arthur Barbalho/G1)


A paralisação dos policiais e bombeiros militares do RN tem adesão de 90% da categoria, segundo confirmou nesta terça-feira (22) Eliabe Marques, presidente da Associação dos Sargentos e Suboficiais da PM. O G1 entrou em contato com a Secretaria de Segurança para saber sobre o levantamento da pasta acerca da adesão, mas a assessoria de imprensa pediu para que a reportagem contatasse os comandos das duas corporações. Nenhum dos comandantes atendeu aos telefonemas.


Representantes dos manifestantes e do Estado se reúnem nesta manhã na sede da Procuradoria Geral do Estado, em Petrópolis, zona Leste da capital, para tentar chegar a um acordo.

As duas categorias estão acampadas no Centro Administrativo do Estado, em Natal, e decidiram permanecer no local até que o governo do estado garanta o cumprimento das reivindicações. Parte dos oficiais das duas corporações aderiu ao movimento.

Além de melhorias estruturais, os militares exigem o envio da Lei de Promoções de Praças para a Assembleia Legislativa e os bombeiros ainda cobram a abertura de concurso público.


De acordo com o procurador geral do Estado, Miguel Josino, os servidores que se recusarem a trabalhar, aderindo à paralisação proposta pela categoria, podem ser presos. De acordo com Josino, os que estiverem de serviço e se recusarem a trabalhar serão submetidos ao regulamento disciplinar das corporações. “O regulamento prevê a perda de salário, prisão e até submissão à perda do cargo”, detalhou o procurador. Entretanto, não há registro de prisões.

Josino diz ainda que a Procuradoria Geral está constantemente em contato com a Secretaria de Segurança Nacional. Isto para informar sobre o que está acontecendo nas movimentações no Rio Grande do Norte e tirar dúvidas a respeito dos procedimentos a serem adotados pelo Estado. “Falamos com eles de hora em hora. As medidas a serem tomadas são essas mesmo. O ministro da Justiça (José Eduardo Cardoso), inclusive, disse que desta vez não haverá anistia para os punidos”, corroborou.

Fonte: G1/RN

domingo, 20 de abril de 2014

Mais de 2 mil PMs estão fora das ruas

Mais de 22% do efetivo da Polícia Militar do Rio Grande do Norte não está atuando diretamente no combate ao crime e protegendo a sociedade potiguar. Atualmente, são 2.050 policiais cedidos a outros órgãos ou lotados em áreas administrativas da própria instituição. Enquanto isso, Governo do Estado estuda a possibilidade de realizar concurso e cumprir o que estabelece a lei estadual para compor o quadro com mais de 13 mil policiais. 

Segundo Constituição Federal, a Polícia Militar deve exercer a função de policiamento ostensivo e preventivo. Mas de acordo com coronel Araújo, os policiais cedidos estão nas diversas secretarias estaduais e outras instituições. Há policiais no Tribunal de Justiça (TJRN), Ministério Público Estadual (MPE), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Assembleia Legislativa. “Além desses órgãos, a maior parte está comprometida com o sistema prisional do Estado”, explica.
Para atingir o efetivo de 13.466 policiais - previsto em legislação - a PM/RN precisa convocar 4.416 novos homens que ocupariam as funções de praças e oficiais. Não há previsão concreta para novo concurso.